OFICINA DE DESENHO E NARRATIVA

CONTEÚDO
Durante as quatro aulas, Rafael Coutinho, utilizando-se de recursos como conversas e diálogos entre os alunos, apresentará uma série de jogos narrativos, com objetivo de desbravar novas formas de se entender histórias em quadrinhos, tirando do jogo narrativo a obrigação do traço, bem como a necessidade de linearidade. Dessa forma, o grupo terá como objetivo principal a reflexão da própria função de uma história: o que a constitui em sua gênese.

CRONOGRAMA

05/11 AULA 1:

TEORIA
– Apresentação geral, troca de breve histórico e expectativas.
– A diferença entre contar uma história e construir uma narrativa.
– Introdução histórica do quadrinho de autor e do quadrinho experimental.
Quadrinho nos anos 60 e 70, Revista Raw, Gary Punter, o quadrinho underground dos anos 80, Fantagraphics. As aproximações entre artes plásticas e narrativa, apropriações dos anos 90, quadrinho no Brasil, as vertentes experimentais dos 2000, Cris Ware, quadrinho francês moderno, L’Association, oubapo, movimentos como o quadrinho abstrato e a Fremók.

12/11 AULA 2:

PRÁTICA

Exercícios de desconstrução do olhar.
– Desenho cego, construções narrativas em observação, modelo em movimento.
– Desconstrução de traço e conceitos estéticos, a restrição como potencializador criativo.
– Trabalhando sem estilo gráfico-visual, novas formas de se entender narrativa.
– Desenho de observação do espaço, exercícios envolvendo movimentação pelo espaço da escola.

TEORIA

– Autores Brasileiros. Exemplos variados de experimentação na cena nacional atual.
Leitura em grupo (em telão).

26/11 AULA 3:

PRÁTICA

– Texto como imagem. Ressignificando requadro, calha, balões e imagens em sequência. Entrevistas entre os alunos. Usando as entrevistas como material para a construção narrativa. Desenhos coma mão esquerda. Troca de histórias, usando os exercícios da aula anterior. Exercício de casa: Para o que mais o desenho serve além da auto-expressão e diálogo imagético/narrativo? Lista de possibilidades e exemplos.

TEORIA

– Editoras brasileiras, mercado brasileiro.

03/12 AULA 4:

PRÁTICA

– Exercícios de abstração narrativa e apropriação.
– Recorte de revistas, colagem, copiando imagens (reapropriação através de observação).

*Caso haja uso do photoshop, esse exercício se desdobra em sua versão digital de apropriação.

TEORIA

Quadrinho conceitual. Ilan Manouach, O. Cshrawenn, Dominique Goblet, Yvan Alagbé. quadrinho abstrato e a Fremók (extendido).

ORIENTADOR
Rafael Coutinho

INFORMAÇÕES

Período: segundas-feiras (das 19h30 às 22h)
4 encontros
Vagas: 25 (mínimo 10)
Local: Sede do IABsp, Rua Bento Freitas, 306 – Mezanino
Custo: Sócio ou Amigo IABsp R$ 160,00  (+ R$ 16,00 taxa)
Não Sócio IABsp R$ 230,00  (+ R$ 23,00 taxa)

Obs. A realização do curso se dará somente mediante a inscrição mínima de 10 inscritos.

Inscrições e pagamento: cartão de crédito (até 12x), débito online ou boleto bancário pelo site: https://www.sympla.com.br/oficina-de-desenho-e-narrativa__363493

Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento de São Paulo
Fone: (11) 3259-6866
E-mail: cursos@iabsp.org.br

Associe-se ao IABsp!
www.iabsp.org.br/index.php/associe-se