21º CONGRESSO BRASILEIRO DE ARQUITETOS

21º CBA
UM CONGRESSO NA CIDADE

O Congresso Brasileiro de Arquitetos (CBA) é promovido pelo Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) desde 1945. Para a 21ª edição contamos com a co-promoção do Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU) e diversas entidades parcerias.

O 21º CBA convida os profissionais e a sociedade a discutir o tema Espaço e Democracia. Propõe-se um Congresso distribuído por diferentes locais do Centro Histórico de Porto Alegre, buscando tanto promover aos seus participantes a vivência dos espaços da cidade, das praças e parques aos equipamentos culturais e educacionais existentes, quanto dar visibilidade ao Congresso junto à população local.

A valorização da arquitetura e urbanismo, e por consequência dos profissionais, demanda o seu reconhecimento social. Nós, profissionais e estudantes, sabemos do valor de nosso trabalho e das consequências positivas da nossa atuação. Porém, a sociedade está ciente desta realidade? Que atitudes tomamos para mudar este quadro? Propor um Congresso no coração da cidade é um importante ato neste sentido.

Realizar o Congresso em espaços públicos e promover atividades gratuitas dirigidas à população local traz a temática para a própria espacialidade proposta, reunindo a sociedade, os arquitetos e urbanistas do país. O 21º CBA convida os arquitetos e arquitetas (e urbanistas) do Brasil a viver o lugar, saindo do “não-lugar” que Centros de Convenções e Eventos podem representar, segundo a definição do antropólogo Marc Augé.

Este Congresso é também evento preparatório do UIA 2020 Rio, o Congresso Mundial que se realizará na cidade do Rio de Janeiro no próximo ano.

Rafael Pavan dos Passos
Presidente do IAB-RS


ESPAÇO E
DEMOCRACIA

O 21º Congresso Brasileiro de Arquitetos (21º CBA) propõe o debate sobre o tema Espaço e Democracia. O espaço, em suas diferentes escalas e perspectivas, é o objeto da atuação acadêmica, profissional e política dos arquitetos e urbanistas. A democracia, por sua vez, é uma das premissas fundamentais da sociedade contemporânea. Perceber e discutir as relações entre estes dois conceitos parece ser cada vez mais necessário para o desenvolvimento da profissão, da cultura e da sociedade.

O 21º Congresso Brasileiro de Arquitetos é um evento preparatório do UIA 2020 Rio e integrará diferentes aspectos do Congresso Mundial em suas atividades. A interação entre as temáticas Espaço e Democracia e Todos os Mundos um só Mundo, Arquitetura 21, torna presente o 21º CBA como o maior evento mundial de arquitetura e urbanismo. Por outro lado, em Porto Alegre, se dará destaque ao nacional e ao continente sul-americano.

A amplitude do tema geral do 21º CBA será debatida à luz de três eixos temáticos, em diferentes ramos:

ARQUITETURA CIDADE E AMBIENTE

– Cidade e poder
– Direito à cidade democrática e sustentável
– Desenvolvimento urbano e democracia
– Habitação e Arquitetura para todos e todas
– Regularização Fundiária
– Qualificação Urbana
– Assistência técnica à habitação
– A produção da Arquitetura e o direito à cidade
– O natural, o cultivado e o construído

CULTURA E MEMÓRIA

– O Patrimônio Cultural Brasileiro – as diferentes matrizes
– O território original e o direito à cultura
– Memória social cultural e política
– Arquitetura é cultura: a produção arquitetônica como manifestação cultural
– Cidade história e memória: as matrizes culturais brasileiras e a produção do espaço
– Passado e futuro na paisagem urbana

FORMAÇÃO E FAZER PROFISSIONAL

– Democratização do acesso à formação e à Arquitetura e Urbanismo
– Ensino, pesquisa e extensão: dimensões da formação profissional
– Organização do trabalho do arquiteto
– Organização política dos arquitetos
– Arquitetura e Urbanismo públicos: desafios para a qualificação e democratização do acesso

As formas inovadoras de organização dos profissionais para a atuação profissional e política, a interação entre teoria e prática, as profundas mudanças na formação, as novas tecnologias que impactam no exercício profissional, as questões étnicas e de gênero, as tensões entre ambiente construído, cultivado e natural, e intensos conflitos políticos e sociais vividos nas cidades, no país, no continente e no mundo são alguns dos assuntos em pauta nos diversos formatos de atividades propostos.

A HOMENAGEADA
BRIANE PANITZ BICCA
Porto Alegre | 1946-2018

O Congresso Brasileiro de Arquitetura (CBA) homenageia a arquiteta e urbanista gaúcha Briane Panitz Bicca (in memorian) falecida no dia 02 de junho de 2018, em Porto Alegre. Briane é lembrada como um dos principais nomes na luta pela preservação do Patrimônio Histórico Cultural brasileiro.

A arquiteta trabalhou como técnica de planejamento do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) entre 1979 e 1992, quando coordenou o grupo de trabalho para que Brasília se tornasse Patrimônio Cultural da Humanidade. Também na Capital Federal, foi responsável pela implantação e coordenação, entre 1992 e 2001, do Setor de Cultura da Unesco no Brasil.

Em Porto Alegre, onde residia com a família, integrava o Conselho Superior do IAB e o CAU, e era coordenadora do PAC Cidades Históricas. Briane foi coordenadora do Projeto Monumenta, responsável pelo restauro e recuperação de prédios históricos e praças da capital gaúcha, e atuava na Coordenação de Memória e Patrimônio Cultural da Secretaria Municipal da Prefeitura da cidade.

Entre diversas homenagens recebidas ao longo da vida, destaca-se o Prêmio Conselho Estadual de Cultura, em julho de 2018.

Saiba mais: https://www.21cba.com.br/Site