CINECUBO IAB – SESSÃO BERNARDES

sessão: “bernardes” [85 min | 2014 | documentário] direção: paulo de barros e gustavo gama rodrigues, fotografia: tefan hess, edição: yan motta e realização e produção: 6d e rinoceronte produções.

cinecubo é o cineclube promovido pelo instituto dos arquitetos do brasil com o intuito de estimular o diálogo entre linguagens audiovisuais e arquitetônicas e debater olhares sobre a cidade. toda terceira 3ª feira do mês às 19h30 o cinecubo exibe filmes seguidos de debate na sede do iabsp. com curadoria e mediação de nana maiolini + travessia filmes + convidados, as sessões são gratuitas e abertas ao público em geral.

um retrato pioneiro do arquiteto carioca sergio bernardes, considerado um dos mestres da arquitetura moderna brasileira.

é uma viagem no tempo realizada por thiago bernardes – que revisita os principais eventos, feitos e reviravoltas da brilhante e polêmica vida profissional e familiar do avô sergio. o filme conta com vasto material iconográfico e de arquivo audiovisual e o suporte irrestrito do projeto memória.

através de visitas aos principais projetos, e de encontros com pessoas que conviveram com o arquiteto ou que por ele foram influenciadas, thiago colhe peças de um instigante quebra-cabeça que lhe revela uma personalidade afiada, inventiva, questionadora, bem-humorada e pouco conhecida do público até então.

o documentário investiga ainda o acervo do arquiteto, que reúne 22.500 plantas, inúmeros croquis, textos, teses e poesias e mais de 8.000 fotografias, mantido intacto desde sua morte, em 2002,

e mostra as diferentes atividades coadjuvantes de uma ímpar trajetória: arquiteto, urbanista, designer, escritor, poeta e inventor. um criador de projetos no brasil e no exterior, como o pavilhão de são cristóvão, os postos de salvamento da orla do rio de janeiro, a premiada residência de lota de macedo soares e o pavilhão de exposições de bruxelas, entre outros.

seu espírito inovador fica evidente em sua produção arquitetônica sempre sintonizada com as tecnologias de ponta. fato que o fez deixar o brasil e o levou ao encontro de buckminster fuller, nos eua, em busca de soluções técnicas que tornasse exequível a construção da cúpula do hotel de manaus, o que acabou não acontecendo. nessa ocasião, com uma carta escrita de próprio punho, sergio comunicou à sua primeira esposa a ruptura com a família, e com a bem-sucedida e conceituada carreira de arquiteto de residências, na década de 60.

a busca de thiago é também a busca de sua família, de pesquisadores, arquitetos e estudantes que encontrarão no filme a potência de um pensador incompreendido que viveu à frente do seu tempo.

contaremos com a presença de guilherme wisnik e fausto sombra para conversa após a sessão.

guilherme wisnik (1972) é professor na faculdade de arquitetura e urbanismo da universidade de são paulo. colunista do jornal folha de s. paulo (2006-07 e 2016), e autor de livros como lucio costa (cosac naify, 2001), caetano veloso (publifolha, 2005), estado crítico: à deriva nas cidades (publifolha, 2009), oscar niemeyer (folha de s. paulo, 2013), espaço em obra: cidade, arte, arquitetura (edições sesc sp, 2018, com julio mariutti) e dentro do nevoeiro: arte, arquitetura e tecnologia contemporâneas (ubu, 2018). editou o volume 54 da revista espanhola 2g (2010) sobre a obra de vilanova artigas, e publicou ensaios em diversos livros e revistas, tais como artforum, architectural design, domus, arquitectura viva, av monografías, 2g, rassegna, arch +, baumeister, ja – jornal arquitectos, urban china, plot e monolito. é membro da apca – associação paulista de críticos de arte. foi curador do projeto de arte pública margem (itaú cultural, 2008-10), das exposições cildo meireles: rio oir (itaú cultural, 2011), paulo mendes da rocha: a natureza como projeto (museu vale, 2012), pedra no céu: arte e a arquitetura de paulo mendes da rocha (museu brasileiro da escultura, 2017, com cauê alves), são paulo: três ensaios visuais (instituto moreira salles, 2017), ocupação paulo mendes da rocha (itaú cultural, 2018) e infinito vão: 90 anos de arquitetura brasileira (casa da arquitectura de portugal, 2018, com fernando serapião). foi o curador geral da 10a bienal de arquitetura de são paulo (instituto de arquitetos do brasil, 2013). recebeu o prêmio “destaque 2018” da associação brasileira de críticos de arte (abca) em 2019.

fausto sombra
arquiteto e urbanista pelo centro universitário belas artes de são paulo. cursou o master pela upc barcelona, e é mestre pela universidade presbiteriana mackenzie. atualmente faz parte do curso de doutorado, por meio do programa de pós graduação da fau mackenzie. é arquiteto da equipe do escritório bernardes arquitetura.

trailer do filme:
http://www.bernardesdoc.com.br/

primeiro andar do iabsp
[entrada franca]