Cinecubo IAB: Sessão Eduardo de Almeida – Arquiteto da Medida Justa

CineCubo é o cineclube promovido pelo Instituto dos Arquitetos do Brasil com o intuito de estimular o diálogo entre linguagens audiovisuais e arquitetônicas e debater olhares sobre a cidade. Toda terceira 3ª feira do mês às 19h30 o CineCubo exibe filmes seguidos de debate na sede do IAB-SP. Com curadoria e mediação de Nana Maiolini + Travessia Filmes + convidados, as sessões são gratuitas e abertas ao público em geral.

Sessão: ” Eduardo de Almeida – Arquiteto da Medida Justa ” [2015 | 45min | documentário] dirigido por Thomas Piper e produzido por Mariana Tassinari

Uma viagem por obras de Eduardo de Almeida acompanhada pelo próprio arquiteto em conversa com seus parceiros, colegas, ex-alunos e clientes.

Trailer do filme:
https://vimeo.com/129966855

Contaremos com a presença de Eduardo de Almeida, Cesar Shundi Iwamizu e Mariana Tassinari, para conversa após a sessão.

Eduardo de Almeida (São Paulo, 1933) é um dos grandes nomes da arquitetura brasileira. Formou-se na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo em 1960, estudou na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo de Florença e é doutor pela FAU-USP, onde lecionou Desenho Industrial e Projeto de Edificações. Associado anteriormente a arquitetos como Arnaldo Martino, Sérgio Bernardes (1919-2002), Arthur Fajardo Netto, Henrique Pait, Ludovico Martino e Dácio Ottoni, trabalha sozinho desde 1987. Autor de mais de 240 projetos desenvolvidos ao longo de 50 anos de atividade profissional, gerou uma produção bastante variada em escala, uso e contexto. Entre seus projetos, destacam-se o conjunto de edifícios modulares Gemini, 1969/1970, vencedor na categoria Habitação Coletiva – Obra Construída, na premiação anual do IAB, em 1974; as casas Sigrist, 1973, Define, 1976, sua própria residência, 1974, a Residência Reichstul, 1994 e a Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin, (2005-2013). Com projetos residenciais, Eduardo foi premiado na 4ª e 5ª Bienais de Arquitetura de São Paulo, 1999 e 2003, e no concurso Bticino Interior da Arquitetura, em 1999. Foi o vencedor no Concurso de Anteprojetos para o Novo Campus da Fundação Getúlio Vargas, 1995. A Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin, desenvolvida em colaboração com Rodrigo Mindlin Loeb e assessoria da FAUUSP, foi premiada como a melhor obra na categoria Arquitetura pelaAssociação Paulista de Críticos da Arte (APCA) em 2013.

Cesar Shundi Iwamizu (São Bernardo do Campo, 1976) é arquiteto e urbanista formado pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo em 1999, mestre pela FAUUSP com a pesquisa “A Estação Rodoviária de Jaú e a dimensão urbana da arquitetura” em 2008, doutor pela FAUUSP com a Tese “Eduardo de Almeida, reflexões sobre estratégias de projeto e ensino” em 2015. Entre 2000 e 2007, foi sócio-fundador do escritório Estúdio 6. Colaborou nos escritórios de Marcos Acayaba, Eduardo Argenton Colonelli, Una arquitetos, André Vainer e Guilherme Paoliello, Eduardo de Almeida e Helena Ayoub Silva. Professor de projeto de arquitetura na AEAUSP | Escola da Cidade (2005 – 2014), FAU USP (2016 – 2017), SENAC (2015 – 2018) e FAU Mackenzie (desde 2018). Atualmente, é coordenador da disciplina Estúdio Vertical da AEAUSP | Escola da Cidade.

Mariana Tassinari é artista plástica formada pela FAAP. Antes de estudar artes plásticas cursou três anos de arquitetura e urbanismo na FAU Mackenzie. Foi diretora de Arte da marca de roupas GAROA (2012 – 2013), diretora de Artes Plásticas da Revista Amarello (2015 – 2018), autora dos livros Quina (Editora pingado-prés, 2016) e Sobretempo (Editora Olhavê, 2017). É jurada convidada no programa Arte na Fotografia, Canal Arte 1 (2019).

Thomas Piper é diretor de não ficção especializado na cena da arquitetura e da arte contemporânea. Entre seus mais de 30 filmes, documentou a obra de artistas como Pablo Picasso, Ellsworth Kelly, Sol LeWitt, Alex Katz e Kiki Smith; e de arquitetos como Frank Lloyd Wright, Peter Eisenman, Jeanne Gang, Diller Scofidio + Renfro, Thom Mayne, Jean Nouvel e Eduardo de Almeida. Thomas é diretor de produção da fundação Checkerboard Film Foundation em Nova York.

21 de maio às 19h30
Rua Bento Freitas, 306 – 1º andar
[entrada franca]