Exposição “Cadê a piscina?” relembra sonhos de infância.

Com o tema “Cadê a piscina?”, o fotógrafo e arquiteto mineiro Cláudio Ferreira registra, através da fotografia, as memórias de um sonho de infância. Mas afinal, cadê a piscina que não aparece nas fotos? Por que os óculos de natação estão em lugares inusitados? A curadoria da exposição é de Ralf Scholz.

Conta o autor que na fazenda Piçarra, no município de Ibiraci, Minas Gerais, como toda criança mineira, brincava e ajudava seus pais nos afazeres de casa e da roça. Vida simples, com poucos recursos financeiros, os brinquedos eram feitos manualmente, mas com muita criatividade e fantasia.

Mas no calor, a diversão e a imaginação faziam a diferença. Com aquele sol bem quente e aquele gramado verde do sítio, era só convidar alguns primos que a diversão era completa.

O sonho era ter naquele gramado uma piscina azul com bastante água para mergulhar, mas cadê a piscina? Piscina de verdade só na imaginação. Mas a brincadeira não parava. Então vamos construir nossa piscina! Era pegar uma lona preta, estender sobre o gramado verde levemente inclinado, jogar água e um pouco de sabão sobre a lona e estava pronto. Deslizando sobre aquela piscina preta, começavam as brincadeiras: cair, rolar e “nadar”.

Pronto, a imaginação ia longe refrescando o corpo e a mente.

Agora, depois de adulto, o autor voltou ao mesmo lugar e, surpreso, encontrou seus óculos de natação amarelo e roxo, cores vibrantes que o fizeram relembrar a infância e perguntar novamente: Cadê a piscina?

Surge a ideia de fotografar trechos do lugar com os óculos de natação, fazendo um recorte no tempo e espaço.

As texturas dos materiais: madeira, vegetação, metal, telhas entre outros, juntamente com os óculos de natação remetem às lembranças da infância.

A ideia da exposição é levar as pessoas a imaginarem que, a partir de algo impossível, podemos criar outras possibilidades, lúdicas e criativas. Despertar a criança que existe em cada um de nós.

O dia nasce e te chama para escrever uma nova página. E surge a pergunta: na sua vida, Cadê a piscina?

Sobre o autor
Cláudio Ferreira é arquiteto, urbanista, fotógrafo, mineiro, 47 anos, casado, pai de dois filhos. Formado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de Franca/SP em 1994. Atua na área de projetos de arquitetura, obras e fotografia desde 1995. É membro da diretoria do Instituto de Arquitetos do Brasil, núcleo Franca/SP, e do Conselho Superior do Instituto de Arquitetos do Brasil, departamento de São Paulo. Membro da diretoria do Instituto João de Barro da cidade de Franca.

Serviço:
Exposição “Cadê a piscina?”
Período: de 25 de julho a 10 de setembro.
Horário: de segunda a sexta-feira, das 10 às 17h.
Entrada gratuita
Local: Centro Cultural Correios São Paulo (CCCSP)
Endereço: avenida São João, s/nº, Vale do Anhangabaú, Centro, São Paulo – SP
Metrô São Bento

Para agendamento de visita de grupos de alunos que precisarem da presença do autor, bem como para solicitação do catálogo digital, os contatos são:
– whattsapp: (16) 99122-3258
– e-mail: cf@claudioferreiraarquitetura.com.br
– Instagram: @claudioferreiraarquitetura
– Facebook: Claudio Ferreira Arquitetura