Exposição: São Paulo: Uma Biografia Gráfica

Abertura da Exposição: São Paulo: Uma Biografia Gráfica , dia 15 de Agosto na Escola da Cidade.
Onde: Galeria da Cidade na Escola da Cidade (Centro de São Paulo).
Quando: 15 de Agosto às 18h30 (palestra no IAB, Rua Bento Freitas, 306 – 1º andar) e às 20h (abertura).
A exposição ficará aberta ao público até 15 de Novembro.

Nenhuma outra cidade no mundo tem uma maior concentração de lotes centrais pós-industriais como São Paulo. Essa situação urbana singular demanda atenção e
cuidadosa análise.

Enquanto a história de São Paulo se inicia a mais 450 anos atrás, a maior parte de seu crescimento foi após a Segunda Guerra Mundial, quando a cidade transformou sua economia de agrícola para industrial. Hoje, como São Paulo se configura como um importante pólo econômico, São Paulo: Uma Biografia Gráfica discute que a cidade deve examinar cuidadosamente como melhor integrar sua extensa área central pós-industrial com usos urbanos contemporâneos. A exposição apresenta um retrato da maior cidade do Brasil, narrando seu acelerado crescimento através de arquivos, fotografias, desenhos originais e textos.

Essa exposição foi desenvolvida a partir do livro de Felipe Correa, que leva o mesmo nome, e é o primeiro estudo que compreende a evolução urbana de São Paulo e atual forma urbis. A exposição que teve a curadoria de Felipe Correa, Sol Camacho, Devin Dobrowolsky, Anthony Averbeck, em colaboração com a Escola da Cidade, traz para São Paulo uma nova leitura dessa complexa e única metrópole que possibilitará novas maneiras de se pensar seu futuro.

São Paulo: Uma Biografia Gráfica retrata o desenvolvimento urbano histórico da cidade, através da análise de seus processos formativos, e apresenta como a capital pode
transformar suas áreas pós-industriais em centros urbanos heterogêneos, de uso misto com a presença de comércio e zonas habitacionais de preço acessível.

A exposição e o livro nos estimulam a repensar nossa concepção sobre esses espaços e oferecem um compilado de visões sobre reestruturações urbanas necessárias que
poderiam ajudar a aliviar as disparidades socioeconômicas entre o centro da cidade e a periferia. Os planos urbanos do século XXI apresentam uma perspectiva única de como as cidades podem imaginar seu futuro.

No dia da abertura do evento haverá uma palestra de Felipe Correa e Sol Camacho – curadores da exposição – com a participação do arquiteto Vinicius Andrade, no Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB-SP) às 18h30 seguido pelo coquetel de abertura às 20h na Galeria da Cidade.

São Paulo: Uma Biografia Gráfica torna-se possível graças ao generoso suporte da Fundação Haddad e da Universidade de Arquitetura de Virginia.