IABsp Debate Paisagem urbana em São Paulo Fronteiras da Lei Cidade Limpa

A Lei Cidade Limpa completará no próximo dia 26, 11 anos de existência. É uma lei nova. Gerou muitos impactos em nossa cidade. Alguns defendem que a existência dela nos fez redescobrir a cidade, outros que foi uma intromissão indevida do Estado no uso de edifícios privados.

Fato é, que nesses quase 11 anos ela só teve uma alteração em 2016. Quando o vereador Milton Leite logrou êxito e aprovou uma mudança para beneficiar diretamente o carnaval paulistano por meio da Lei nº 16.374/2016.

No entanto, existem dezenas de Projetos de Lei tramitando na Câmara propondo alterações sobre a Lei Cidade Limpa, com propostas de todos os tipos, respondendo aos mais diversos e legítimos interesses, em geral, por mais espaço para propagandas.

A Prefeitura de São Paulo, por meio da CPPU – Comissão de Proteção da Paisagem Urbana, está propondo um Projeto de Lei para tratar do Direito de nomeação (Naming rights) para alguns equipamentos da cidade. O que mais pode mudar? Quais são os critérios? Quais serão os impactos?

Venha debater conosco. Acompanhe pela nossa página do Facebook. https://www.facebook.com/IABSP/

Participe!!!

Mesa:

Jacobina Vaisman
_Presidente da Associação Brasileira de Arquitetos Paisagistas (ABAP)

Luis Eduardo Brettas
_Presidente da Comissão de Proteção à Paisagem Urbana (CPPU), da Prefeitura de São Paulo

Maria Carolina Maziviero
_Representante do Instituto dos Arquitetos do Brasil (IABsp) na CPPU

Mariana Kimie
_Representante do Instituto dos Arquitetos do Brasil (IABsp) na CPPU

Segunda-feira
11/09
18h30 até 21h

Instituto dos Arquitetos do Brasil – Departamento São Paulo (IABsp)
Rua Bento Freitas, 306