selo de acessibilidade arquitetônica

 

Com o objetivo de valorizar e disseminar a acessibilidade universal, o instituto de arquitetos do brasil, departamento de são paulo (IABsp), assinou a declaração de apoio e difusão institucionais ao selo de acessibilidade arquitetônica na última quinta-feira (6/9) durante o seminário impacto da lei brasileira de inclusão (lBI).

Realizado pela secretaria municipal da pessoa com deficiência e mobilidade reduzida, o seminário debateu com entidades representativas dos profissionais de arquitetura e urbanismo, CAU e IAB, a implementação do desenho universal em edificações, logradouros, mobiliário e equipamentos urbanos.

Diante de uma cidade consolidada e pouco amigável para as pessoas com deficiência, o trabalho da secretaria e da comissão permanente de acessibilidade (CPA) é grande, haja vista a necessidade de adequar projetos a pessoas com as mais diversas características e deficiências.

Criada há 22 anos com a finalidade de deliberar e fiscalizar sobre acessibilidade arquitetônica na cidade de são paulo, a CPA aprova projetos de construção e reforma de edifícios, assim como projetos urbanos. a comissão é formada por representantes de secretarias municipais e entidades da sociedade civil, dentre as quais o IABsp.

O selo de acessibilidade é concedido pela CPA aos edifícios públicos e privados, além de intervenções urbanas, que garantem o acesso amplo, geral e irrestrito à população em todos os seus ambientes.

Na ocasião, o presidente do IABsp enfatizou os esforços que a atual diretoria tem feito para garantir o acesso de todas as pessoas ao seu edifício sede. “na época em que o edifício do IABsp foi construído, a visão era outra. quando o instituto conseguir viabilizar a acessibilidade universal de seu prédio, tombado pelos três órgãos de preservação do patrimônio, o projeto será uma referência a todos os arquitetos”. o presidente também elogiou o trabalho dos representantes do instituto na CPA e se comprometeu a disseminar a importância de projetos totalmente acessíveis por meio da inclusão do tema nas premiações do IABsp.