Seminário: Cidade, Arquitetura e Natureza

Jean Nouvel, Philippe Starck e Rudy Ricciotti conversam sobre Cidades, Arquitetura e Natureza em seminário inédito.

Sobre este evento
27 de abril de 2022
15h30 abertura de portas
17h início do seminário
Matarazzo Ballroom – Alameda Rio Claro, 40
Palestra gratuita
Espaço sujeito a lotação

Informações importantes
1) Será necessário apresentar um comprovante de vacinação.

2) O seminário será em francês. Disponibilizaremos audioguias com tradução simultânea mediante apresentação de um documento. Recomendamos chegar cedo para evitar filas.

3) A distribuição dos audioguias começará às 15h. As portas do evento abrem às 16h30. O seminário tem início pontualmente às 17h.

4) Recomendamos vir de táxi ou transporte público. Há estacionamentos não-conveniados em proximidade do endereço.

5) O hotel Rosewood São Paulo possui serviço de valet com custo de R$ 60.

Inscrição
https://www.eventbrite.com/e/seminario-cidade-arquitetura-natureza-tickets-317069793287


Sobre os palestrantes
Jean Nouvel
: Vencedor da mais honrosa condecoração internacional da arquitetura, o Prêmio Pritzker, Jean Nouvel, francês, é reconhecido por sua diversidade criativa e sensibilidade urbanista. Sua pluralidade pode ser vista em projetos emblemáticos mundo afora, como o Centro de Cultura Árabe, em Paris; o edifício Dentsu, em Tóquio; e a Torre Agbar, em Barcelona. Em São Paulo, seu legado será a Torre Mata Atlântica.

Philippe Starck: Philippe Starck é um incansável e rebelde cidadão do mundo. Tem como missão pessoal advogar pela subversiva visão de um planeta mais justo, criando espaços e objetos com o propósito de serem “bons” antes de serem belos. Aclamado internacionalmente, Starck é responsável pela direção artística e pelo design de interiores do hotel Rosewood São Paulo, seguindo fielmente o conceito 100% Made in Brazil.

Rudy Ricciotti: Rudy Ricciotti é engenheiro e arquiteto francês, de origem Algeriana. Possui condecorações e diversos prêmios na Europa e Estados Unidos, por suas intervenções em edifícios culturais, como o MuCEM em Marselha, e o Pavilhão de Artes Islâmicas do Louvre, em Paris. No Cidade Matarazzo, ele assina a fachada do edifício de escritórios – batizado de Ayahuasca em razão do desenho inspirado em cipós.