agenda da semana iabsp

live no instagram 2ª mostra cinecubo iab, a linguagem audiovisual para pensar a pandemia com nana maiolini + sabrina fontenele (iabsp)
segunda-feira
18 de abril
às 18h
instagram.com/iab.sp

nana maiolini: vídeo artista, pesquisadora pela fauusp, mestre em arts: moving image pela central saint martins e integrante da equipe do cinecubo iab e do trio voo collective. participou da equipe audiovisual da usina-ctah. teve curtas-metragens exibidos e premiados em festivais nacionais e internacionais como festival internacional de curtas-metragens de sp e festival mimo de cinema. como pesquisadora participou de os estrangeiros e a formação de são paulo (usp-fapesp) e da associação cultural videobrasil.

sabrina fontenele: diretora de cultura do iab-sp (2020-2022). arquiteta e urbanista pela ufc, com mestrado e doutorado pela fauusp. desenvolveu pesquisa de pós-doutorado na unicamp sobre habitação, gênero e modernidade. autora dos livros “edifícios modernos e o traçado urbano no centro de são paulo” e “restauro da faculdade de medicina da usp: estudos, projetos e resultados. colabora como professora na escola da cidade onde é coordenadora do conselho científico.


live no youtube distanciamento social e ensino à distância com carol tonetti e maira rios (pós ec) + fabio mariz (fauusp e abea)
terça-feira
19 de abril
às 18h
youtube.com/iabsp

ana carolina tonetti: arquiteta pela fau-mackenzie (1998) e doutora em projeto, espaço e cultura pela fauusp (2020). é professora associada à escola da cidade, onde coordenou a sequência de disciplinas de meios de expressão (2013-2019), e hoje orienta trabalhos de conclusão de curso e do estúdio vertical, além de coordenar o curso de pós-graduação arquitetura, educação e sociedade. sua produção e pesquisa investiga interseções entre a prática artística e a arquitetura com rebatimentos na pesquisa e no ensino, entrecruzando sua atuação junto ao o grupo inteiro, grupo formado em 2015.

fabio mariz gonçalves: graduação e doutorado pela fauusp; professor da graduação e orientador da pós-graduação onde é professor da disciplina pedagogia aplicada à arquitetura e ao urbanismo. presidiu a comissão de graduação da fauusp. lecionou na fiam-faam, na usjt e na unib; coordenou o curso de arquitetura de uam. coordenou o grupo de trabalho formação continuada do cau. dirigiu o deurb da smdu/pmsp. foi sócio do projeto paulista de arquitetura, com experiência em projetos de edificações e urbanização de favelas. coordena laboratório de pesquisa acerca dos sistemas de espaços livres urbanos. é membro da atual gestão da associação brasileira de ensino de arquitetura e urbanismo – abea.

maira rios: arquiteta e urbanista formada em 2001 pela faculdade de arquitetura e urbanismo da universidade de são paulo (fauusp), onde concluiu o mestrado em projeto de arquitetura (2013). professora do curso de graduação da escola da cidade desde 2003. membro do conselho de científico da escola da cidade. coordenadora do curso de pós-graduação da escola da cidade “arquitetura, educação e sociedade” desde 2014. diretora adjunta da graduação da escola da cidade desde abril de 2019. principalmente nos seguintes temas: projeto de arquitetura, desenho urbano, urbanismo, paisagem urbana e paisagismo. desde julho de 2014 é diretor do departamento de urbanismo – deurb da secretaria municipal de desenvolvimento urbano – smdu da prefeitura de são paulo.

live no facebook seminário escola da cidade – brasil: dentro da câmara de mentiras com guilherme wisnik + nuno ramos
quarta-feira
20 de abril
às 18h
facebook.com/iabsp

guilherme wisnik: professor na faculdade de arquitetura e urbanismo da usp. autor de diversos livros. membro da apca – associação paulista de críticos de arte, da lasa – latin american studies association, e vice-diretor do centro universitário maria antônia (usp). crítico de arte e arquitetura, foi curador do projeto de arte pública margem (itaú cultural, 2008-10), das exposições cildo meireles: rio oir (itaú cultural, 2011) e paulo mendes da rocha: a natureza como projeto (museu vale, 2012). foi o curador geral da 10a bienal de arquitetura de são paulo (2013).

nuno ramos: escultor, pintor, desenhista, cenógrafo, ensaísta, videomaker, cursou filosofia na faculdade de filosofia, letras e ciências humanas da universidade de são paulo – fflch/usp, de 1978 a 1982. trabalha como editor das revistas almanaque 80 e kataloki, entre 1980 e 1981. começa a pintar em 1983, quando funda o ateliê casa 7, com paulo monteiro (1961), rodrigo andrade (1962), carlito carvalhosa (1961) e fábio miguez (1962). realiza os primeiros trabalhos tridimensionais em 1986. no ano seguinte, recebe do museu de arte contemporânea da universidade de são paulo – mac/usp a 1ª bolsa émile eddé de artes plásticas. em 1992, em porto alegre, expõe pela primeira vez a instalação 111, que se refere ao massacre dos presos na casa de detenção de são paulo (carandiru) ocorrido naquele ano. publica, em 1993, o livro em prosa cujo e, em 1995, o livro-objeto balada. vence, em 2000, o concurso realizado em buenos aires para a construção de um monumento em memória aos desaparecidos durante a ditadura militar naquele país. em 2002, publica o livro de contos o pão do corvo. para compor suas obras, o artista emprega diferentes suportes e materiais, e trabalha com gravura, pintura, fotografia, instalação, poesia e vídeo.

live no youtube arquitetas na política com clara ant + Bella Gonçalves + Hannah Arcuschin (iabsp)
quinta-feira
21 de abril
youtube.com/iabsp

clara ant: arquiteta pela usp, 72 anos, nascida na bolívia, filha de judeus poloneses, sobreviventes da 2ª guerra mundial. professora de planejamento urbano e vice-presidenta da federação nacional dos arquitetos. fundadora e uma das primeiras mulheres dirigentes da central única dos trabalhadores, cut. participou da construção do partido dos trabalhadores. foi deputada, líder da bancada do pt na constituinte do estado de são paulo (1987/88). integrou a comissão executiva nacional do pt (1995/2000). foi administradora regional da região central de são paulo entre janeiro de 2001 e abril de 2002. de 1991 a 2016 assessorou lula nas campanhas eleitorais, nas caravanas da cidadania, nas políticas públicas como o projeto moradia e o fome zero, na presidência da república do brasil e na diretoria do instituto lula de cujo conselho participa até hoje.

bella gonçalves: é cientista política, militante das brigadas populares e lutadora pelo direito à cidade. mulher lésbica e feminista, é vereadora de belo horizonte (muitas/psol) e constrói a gabinetona.

karin vervuurt: socióloga pela universidade federal do rio de janeiro e mestre em ciência política pela universidade de brasília. se especializou nas áreas de comportamento eleitoral e psicologia política. é pesquisadora e consultora em campanhas eleitorais, tendo participado de diversas campanhas eleitorais em estados brasileiros, inclusive da campanha presidencial de marina silva. co-fundadora do projeto #elasnopoder

hannah arcuschin: arquiteta e urbanista formada pela faculdade de arquitetura e urbanismo da universidade de são paulo (fauusp) e mestre em gestão e políticas públicas pela fundação getúlio vargas (fgv-eaesp). atualmente é coordenadora de urbanismo e mobilidade na vital strategies, organização que faz a gestão da iniciativa bloomberg para segurança global no trânsito. trabalhou como assessora do gabinete da secretaria municipal de desenvolvimento urbano de são paulo, entre 2013 e 2015. foi conselheira fiscal do instituto de arquitetos do brasil – departamento são paulo (iabsp) na gestão 2017-2019, onde hoje está como 2ª vice presidente.