rede feminina iab-sp – frentes de ação

No dia 12 de fevereiro de 2020, o mezanino da sede do Instituto dos Arquitetos do Brasil recebeu dezenas de arquitetas para a discussão interseccional na construção coletiva de uma agenda de gênero na profissão. O evento, chamado “Rede feminina do iab: conversas entre arquitetas para um campo em construção”, realizou uma roda de conversa sobre profissão e cotidiano.
Na ocasião foi aplicada uma dinâmica desenvolvida pelas arquitetas Gabriela de Matos e Sabrina Fontenele, de forma que todas as arquitetas presentes pudessem se apresentar e ter voz no processo de construção da rede.
Deste momento, surgiram as seguintes frentes de trabalho:

Difusão e visibilidade
Atuação profissional
Vida Urbana
Educação e formação

Este questionário tem como intuito receber sugestões de ações ligadas a estas frentes de trabalho.

clique aqui e acesso o questionário.