DIRETORIA GESTÃO 2023-2025


Presidente

Raquel Furtado Schenkman Contier


Mestre e graduada pela FAUUSP, é docente do Departamento de Arte da PUC-SP e também servidora da Prefeitura de São Paulo desde 2012 no Departamento do Patrimônio Histórico (DPH) da Secretaria Municipal de Cultura, tendo assumido em 2019 a direção do Departamento e em 2020 a presidência do Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo (CONPRESP) até outubro de 2020. Elaborou e implantou o Inventário Memória Paulistana, possibilitando a instalação de placas de memória na cidade de São Paulo, e recebeu pelo DPH o Prêmio do Centenário do IAB pelo Inventário Memória Paulistana e o Prêmio da Associação Paulista dos Críticos de Arte (APCA) na categoria Valorização do Patrimônio Arquitetônico pela Jornada do Patrimônio de 2019. Atualmente é também conselheira eleita do CAU/SP na gestão 2021-2023 e desenvolve pesquisa de doutorado.


1ª Vice-Presidente
Kaísa Isabel da Silva Santos


Formada em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Braz Cubas, trabalha com autonomias em diferentes esferas e em Arquitetura e Urbanismo atua na área de Acessibilidade desde 2007. Tem especialização em Políticas Públicas pela Universidade Cândido Mendes (2019) e MBA em Negócios pela ESALQ USP (2022). Foi Representante titular da sociedade civil na Comissão Municipal para o Desenvolvimento Sustentável (Comissão Municipal ODS) no município de São Paulo (2020-2022). É suplente da sociedade civil da Comissão permanente de acessibilidade (CPA). Responsável por consultoria de acessibilidade para inclusão de diversas instituições, a profissional também foi colaboradora do escritório AHU! Consultoria de Acessibilidade durante cinco anos. Atualmente a profissional desenvolve pesquisa com ênfase em autonomia de pessoas, inclusão e o desenho do arquiteto. Foi conselheira fiscal do Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento São Paulo (IABsp) na gestão 2020-2022.


2º Vice-Presidente
Victor Próspero


Arquiteto e Urbanista formado pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, FAUUSP. Atualmente desenvolve doutorado na área de História e Teoria da Arquitetura pela mesma instituição (2017-2023) focado nas relações entre arquitetura e política durante a ditadura militar no Brasil. Foi pesquisador visitante na Universidade de Harvard (2021-2022) com apoio da associação Fulbright. Co-editou o livro “Arquitetura e Escrita: relatos do ofício” (fase final de produção). Arquiteto associado ao escritório SPBR Arquitetos (colaborador desde 2012), integra também os coletivos Salve Saracura e Quilombo Saracura-VaiVai.


Diretor Financeiro
Alberto Abreu Machado


De 1/1993 até o momento; sócio arquiteto e diretor administrativo da Origami Arquitetura de Papéis Ltda. De 1/2017 a 4/2022; sócio e diretor administrativo da Morás 382 Empreendimento Imobiliário SPE Ltda. De 9/2011 a 6/2017; executivo de prospecção de novos negócios na Lumine Soluções em Shopping Centers. De 1/2009 a 8/2011; sócio fundador e administrador da Vortex Hydra do Brasil Sistemas Industriais Ltda, sucursal da empresa italiana Vortex Hydra srl. Cursando: Instituto de Pesquisas de SP – IPT e Núcleo da Madeira; Pós Graduação em Arquitetura em Madeira, 2014, SECOVI; Curso de Incorporação, 2013, CRECI 130.053, 2011, Fundação Getúlio Vargas; Curso Intensivo de Administração, 2004, SECOVI, Curso de Parcelamento do Solo e Desenvolvimento Urbano, 2004, SAP; Certified as Solution Consultant SAP Business One, 2000, Fundação Getúlio Vargas; Curso Intensivo de Administração, 1980, Fundação Getúlio Vargas; Curso Intensivo de Administração, 1975 à 1979, Universidade São Paulo; Curso de Arquitetura e Urbanismo, 1972 à 1974, Universidade Mackenzie; Curso de Industrial Design. Membro do Conselho Consultivo da AACD, Associação da Assistência à Criança Deficiente e ministra palestras de Astronomia para Iniciantes, visando divulgar a ciência e a astronomia.


Diretor Financeiro Adjunto
Ilan Szklo


Arquiteto e Urbanista formado pela Universidade de São Paulo (FAUUSP), tem dedicado sua atenção ao campo do patrimônio cultural desde a graduação. Trabalhou no Departamento do Patrimônio Histórico (DPH) da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo como responsável pela Seção Técnica de Projeto, Restauro e Conservação (STPRC), onde acompanhou de perto obras emblemáticas como o restauro da Estação da Luz, Hospital Matarazzo e Vila Itororó. De 2017 a 2021 foi sócio da Ambiência Arquitetura e Restauro, tendo sido responsável pela autoria e desenvolvimento de uma série de projetos premiados como o restauro da Subestação de Energia da Vila Mariana da Eletropaulo, a conservação do Complexo do Gasômetro e o plano diretor para a Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Faz parte, desde 2017, do grupo de trabalho de arquitetura da Casa do Povo, em que desenvolveu, com André Vainer e Silvio Oksman, a proposta de reforma e adequação dos espaços do centro cultural, com destaque para o restauro do Taib (Teatro de Arte Israelita Brasileiro). Atualmente possui seu próprio escritório, a Fundamento Arquitetos, em que atua principalmente com projetos voltados à edifícios de valor cultural.


Diretor Executivo
Gustavo Madalosso Kerr


Formado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (FAU- Mackenzie), mestrado em Projeto de Arquitetura pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU-USP).
Tem experiência na área de Arquitetura e Urbanismo, atuando principalmente nos seguintes temas: arquitetura, urbanismo, edifícios públicos, edifícios educacionais, restauro e preservação de patrimônio histórico. Sócio do escritório HASAA desde 2015.


Diretor Executivo Adjunto
Leonardo Rafael Musumeci


Arquiteto e urbanista (EESC:USP), bacharel (FFLCH:USP) e licenciado (FE:USP) em Filosofia, especialista em Meio Ambiente e Sociedade (FESPSP), e doutorando em Saúde Pública (FSP:USP), na linha de sistemas urbanos, saúde e sustentabilidade. Docente do MBA Cidades e Inovações da FESPSP. Membro da Comissão Especial de Cidades e Comunidades Sustentáveis da ABNT; e representante da sociedade civil no Comitê de Bacias do Alto Tietê – Subcomitê Billings-Tamanduateí. No poder público, foi assistente técnico da superintendência do Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André – SEMASA para planejamento urbano e ambiental. No setor privado, trabalha há mais de 10 anos com projetos e em consultorias de desenvolvimento urbano e sustentabilidade, no Brasil e fora dele, com ênfase na análise de dados de cidades, relações institucionais e gestão e saneamento ambiental.


Diretora Executiva Adjunta
Bruna Bacetti Sousa


Arquiteta e Urbanista graduada pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAUUSP, 2021) e mestranda pela mesma instituição na área de História e Fundamentos da Arquitetura e do Urbanismo (2023-2025). É pesquisadora do Grupo de Pesquisa Patrimônio Cultural: História e Crítica (2018 – atualmente), coordenado pela Profa. Dra. Flávia Brito do Nascimento. Estagiou no Núcleo de Projeto, Restauro e Conservação do Departamento do Patrimônio Histórico da Prefeitura Municipal de São Paulo (NPRC/DPH/SMC/PMSP, 2019-2021) e atua como Arquiteta Júnior no escritório MLD Restauração Arquitetônica Integrada (2021-2022). Colaborou com o Projeto Demonumenta (2020-2021). Integra os grupos Rede Paulista de Educação Patrimonial (REPEP) e Pisa+Cidades. Possui experiência nas áreas de patrimônio cultural, patrimônio urbano e restauração arquitetônica.


Diretor de Cultura
Renato Luiz Sobral Anelli


Arquiteto Urbanista (PUCC, 1982), Mestre em História (UNICAMP, 1990), Doutor (FAU USP, 1995) e Livre-Docente (EESC USP, 2001). Professor de Arquitetura e do Urbanismo na USP São Carlos de 1986 até sua aposentadoria em 2021, foi Chefe de Departamento e Coordenador do Programa de Pós-Graduação. É pesquisador do CNPq desde 2005 e professor da FAU Mackenzie desde 2021. Participou do Núcleo do IAB de São Carlos (1997/2009) e das Bienais de Arquitetura de São Paulo (1993, 1997, 1999, 2009 e 2013). Representou o IAB no CONDEPHAAT (2019/21) e na CMPU (2021/23). Atua no Instituto Bardi Casa de Vidro desde 2006, como conselheiro, diretor e curador, onde coordenou o Plano de Acervo (Fapesp, 2011/13) e Plano de Gestão e Conservação (Getty Foundation, 2016/19). Secretário de Obras, Transportes e Serviços Públicos de São Carlos (2001/04) coordenou o Plano de Mobilidade Urbana Ambientalmente Sustentável, implantando as primeiras infraestruturas hídricas com soluções baseadas na natureza na cidade. Foi professor visitante na Columbia University (NYC/2016) e coordenador do convênio USP/ HafenCity University Hamburgo (2011/17). É membro da rede Klimapolis (Alemanha/Brasil) e coordena a pesquisa “O papel das redes de infraestrutura na redução das vulnerabilidades das cidades brasileiras às mudanças climáticas” (CNPq / MackPesquisa).


Diretora de Cultura Adjunta
Francine Ribeiro de Moura


Francine Ribeiro de Moura é pós-graduada em Educação, Relações Étnico-Raciais e Sociedade e também em Projeto de Arquitetura na Cidade Contemporânea, cria e executa visualidades em linguagens múltiplas do audiovisual, elabora projetos de arquitetura de interiores, se dedica a projetos artísticos e arquitetônicos afro-referenciados e atua como diretora de arte e artista-pesquisadora do Núcleo de Estudos em Corporeidades Negras, carnavalesca, diretora de arte e integrante do corpo de dança do Bloco Afro-Afirmativo llu Inã e diretora de arte e intérprete-criadora de Macuas Cia Cênica.


Diretor de Cultura Adjunto (Acervos)
Benjamim Saviane


Arquiteto e Urbanista pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (2014) e Mestre em História e Fundamentos da Arquitetura e do Urbanismo pela mesma instituição (2021). No âmbito universitário, desenvolveu atividades de pesquisa nas seguintes linhas: história da arte, história da arquitetura, restauro e levantamento arquitetônico. Sua dissertação de mestrado é intitulada “Levantamento arquitetônico: prática antiga, disciplina contemporânea” e foi orientada pela Profa. Dra. Beatriz M. Kühl.

Arquiteto atuante no Instituto Pedra (2013 – atualmente) como coordenador de equipe e projeto arquitetônico naquela mesma instituição. Através dela participou diretamente dos seguintes projetos: Restauração da Vila Itororó (São Paulo-SP), Museu Boulieu (Ouro Preto-MG), Restauração da Igreja de São Francisco de Assis e Casa do Conde de Assumar (Mariana-MG) e Restauro do Complexo Itamaraty (Rio de Janeiro-RJ).


Diretora de Formação e Difusão

Amália Cristovão dos Santos


Graduada (2008), mestra (2013) e doutora (2018) pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU-USP), com produções sobre colonização e cidades brasileiras, trabalhadores de obras públicas na São Paulo colonial e a formação do imaginário e território paulistas entre os séculos XVIII e XIX. Foi pesquisadora do projeto “Os pioneiros da habitação social no Brasil”, entre 2005 e 2009. Desde 2014, integra o corpo docente da Escola da Cidade, em São Paulo (SP), na qual leciona disciplinas de graduação nas linhas de história da arquitetura e história das cidades no curso de Arquitetura e Urbanismo. Orienta trabalhos discentes e grupos de pesquisa, especialmente ligados a temas de: questões de gênero e raciais na história das cidades e da arquitetura, movimentos de moradia, territórios negros e colonialidade. Membro do corpo editorial das revistas Cadernos de Pesquisa (graduação) e América (pós-graduação), publicadas pela Escola da Cidade, e parecerista de periódicos brasileiros de diversos programas de pós-graduação. Compõe o grupo de pesquisa “Nas Ruas – territorialidades, memórias e experiências”, sediado na mesma instituição, e é co-coordenadora e professora do curso de pós-graduação lato sensu “Cidades em Disputa – pesquisa, história e processos sociais”.


Diretora de Formação e Difusão Adjunta

Paola Trombetti Ornaghi


Formada pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo – FAUUSP e pós graduanda pelo curso latu sensu Arquitetura Educação e Sociedade na Escola da Cidade. Entre 2017 e 2020 foi colaboradora no escritório Gruposp onde participou do projeto da unidade do SESC Limeira. Atualmente integra o conselho técnico da Escola da Cidade na equipe responsável pelo projeto do SESC Campo Limpo. É conselheira do departamento de São Paulo do Instituto dos Arquitetos do Brasil – IABsp (2020-22). Entre 2019 e 2020 foi professora assistente de projeto na Escola da Cidade – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo e, em 2020 ministrou a matéria eletiva Ensaios sobre os limites, desenho da borda. No campo da fotografia acompanhou cursos e oficinas do Instituto Moreira Salles, em 2019 ganhou o Prêmio IAB com o ensaio Interior-exterior: Pacaembu, e em 2022 algumas de suas fotos compuseram a exposição Coordenadas Entrópicas na embaixada do Brasil no Tokyo.


Diretor de Relações Institucionais e Parcerias
Leandro Fontana


Arquiteto paisagista formado pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (Unesp). Atuou em 2010 junto ao Grupo SITU – Sistemas Integrados Territoriais Urbanos, laboratório da Unesp Bauru, na elaboração de planos urbanísticos para cidades de pequeno e médio portes do interior paulista. Desde 2011, é colaborador do RPAA – Raul Pereira Arquitetos Associados, escritório especializado em projetos de paisagismo, planejamento ambiental e recuperação de áreas degradadas. Entre os trabalhos mais significativos em que coordenou, estão as Moradas Infantis de Canuanã (TO), projeto premiado no Royal Institute of British Architects International Prize – RIBA 2018, Moradas Infantis de Bodoquena (MS), Complexo Cultural Praça das Artes (SP) e o Projeto de restauro e melhorias do Jardim Francês do Museu do Ipiranga (SP). Atualmente divide os trabalhos entre o escritório RPAA e no desenvolvimento de seus projetos autorais.


Diretor de Relações Institucionais e Parcerias Adjunta
Sheroll Martins Silva


Arquiteta e Urbanista com Pós-graduação em Habitação e Cidade e Arquitetura Educação e Sociedade. Atua com projeto de edificações comerciais e residências HIS e HMP e com arquitetura de interiores. Por conta da militância negra em 2019, entendendo a necessidade de abordagem de pautas raciais junto a cidade, participou da 12° Bienal de Arquitetura, com a Caminhada São Paulo Negra. Íntegra desde 2009 o Instituto Anjos da Luz, como conselheira, que vem realizando diversas ações solidárias para população de baixa renda.


Diretora de Políticas Profissionais
Thamires Mendes dos Santos


Arquiteta e Urbanista formada pela FIAM FAAM FMU, Técnica em Design de Interiores formada pela ETEC de Artes SP e cursando técnico em Administração de Empresas pela ETEC Marthin Luther King. Atualmente atua como Arquiteta e Designer no Escritório ARQ TAB – Arquitetura e Design, do qual é proprietária, além de cumprir funções e prestar consultorias de Gestão Financeira para escritórios de Arquitetura.


Diretora de Políticas Profissionais Adjunta
Camila Guerreiro Reis


Arquiteta e Urbanista formada pela FAU-USP, com mestrado no programa de pós-graduação da FAU-USP na área de Projeto de Arquitetura e pós-graduação em Arquitetura, Educação e Sociedade pela Escola da Cidade onde foi professora assistente de urbanismo nos anos de 2016 e 2017. Atualmente é sócia do escritório de arquitetura e urbanismo Natureza Urbana.


Diretora de Políticas Públicas e Representação
Joyce Reis Ferreira da Silva


Arquiteta e urbanista pela FAUUSP (2007), Mestre em Planejamento Urbano e Regional com bolsa CNPq (2014), Doutoranda em Planejamento Urbanos e Regional pela FAUUSP (desde 2020). Bolsista Doutoranda no Insper – Arq.Futuro de Cidades no Projeto “Acesso a Oportunidades no Plano Diretor de São Paulo”. Coordenadora técnica e executiva do Fórum SP22. Atual coordenadora da FASE II do Plano de Bairro Jardim Pantanal. Trabalhou na empresa municipal – São Paulo Urbanismo da Prefeitura de São Paulo de fev/2013 a dez/2021. Foi gerente de análise técnica da Diretoria de Implementação de Projetos Urbanos (2019-2021). assessora da Diretoria de Gestão das Operações Urbanas (2016), coordenadora executiva da Revisão  da Lei de Parcelamento, Uso e Ocupação do Solo (2015-2016) e assessora da Diretoria responsável pela revisão do Plano Diretor (2013-2014). Foi pesquisadora no Laboratório Espaço Público e Direito à Cidade (LabCidade) na FAUUSP (de 2009 ao início de 2013). Fez parte da equipe de apoio à Relatoria Especial da ONU para o Direito à Moradia Adequada – núcleo São Paulo. Em 2008 trabalhou na equipe do consórcio de elaboração do Plano Nacional de Habitação (PLANHAB), pelo consórcio Instituto Via Pública, LabHab e Logos Engenharia.


Diretora de Políticas Públicas e Representação Adjunta
Mariana Pinheiro de Carvalho


Mestre em História e Fundamentos Sociais da Arquitetura e Urbanismo pela FAUUSP (2020), com a dissertação “Os sentidos da metrópole: Estado, capital e apropriações em Santa Cecília”. Graduada em Arquitetura e Urbanismo pela FAUUSP (2014) e bacharel em Filosofia pela FFLCH-USP (2021). Desde 2018 é Analista de Desenvolvimento da SP-Urbanismo.


Diretora de Comunicação e Programação
Audrey Carolini Anacleto de Lima


Pós-graduanda em Marketing e Vendas pela Universidade Cidade de São Paulo. Graduada do Curso Superior em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Cidade de São Paulo (2018), tendo recebido a láurea acadêmica por desempenho acadêmico durante o curso. Possui formação técnica em Design de Interiores pela Escola Técnica Estadual de Artes (2011) e, em Edificações pela Escola Técnica Estadual Carlos de Campos (2013). Atualmente, atua como arquiteta, urbanista e designer gerenciando processos operacionais e mídias sócio digitais do escritório ARQ|TAB – Arquitetura e Design. Participa do Projeto Arquitetas Negras e integra a diretoria da gestão IABsp 2020-2022, desenvolvendo ações de gestão de relacionamento e networking.


Diretora de Ação Regional
Denise Martins Correa


Arquiteta e Urbanista pela EESC/USP (1998). Empresária, com atuação focada em Projetos Institucionais e Acessibilidade Arquitetônica. Cursando MBA em Gestão e Inovação em Cidades Inteligentes no Centro Universitário FACENS (Sorocaba/SP). Presidente do Núcleo Sorocaba do IAB Instituto de Arquitetos do Brasil) gestão 2020-2022, representando o Núcleo nos Conselhos Municipais COMUPLAN (Conselho Municipal de Planejamento e Desenvolvimento Urbano) e CPNMCBio (Conselho do Parque Natural Municipal Corredores de Biodiversidade) do Município de Sorocaba, e nos Comitês Regionais: Comitê Executivo da Região Metropolitana de Sorocaba e CBH-SMT (Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Sorocaba e Médio Tietê).


Diretor de Ação Regional Adjunto
Lucas Chiconi Balteiro


Arquiteto e Urbanista pelo FIAM FAAM Centro Universitário (2017) e mestrando pela FAUUSP na área de História e Fundamentos da Arquitetura e do Urbanismo. Pesquisa a região do Tatuapé, Zona Leste de São Paulo, por meio dos processos de desindustrialização, mercados imobiliários e transformações sociais. É integrante dos grupos de pesquisa: Cultura, Arquitetura e Cidade na América Latina (CACAL), na FAUUSP; e Cidade, Arquitetura e Preservação em Perspectiva Histórica (CAPPH), na EFLCH UNIFESP. É membro da Rede Patrimônio Cultural Paulista. Foi estagiário (2013-2015) na revisão do Plano Diretor (2014) na Secretaria Municipal de Urbanismo e Licenciamento de São Paulo (SMUL) e coordenador do Núcleo de Valorização do Patrimônio (2020-2021) do Departamento do Patrimônio Histórico da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo (NVP/DPH/SMC). Atua como consultor em política urbana nas áreas de planejamento, mercado imobiliário e patrimônio cultural.


Diretor de Ação Regional Adjunto
Denis Ferri da Silva


Arquiteto e urbanista, graduado pela FAU-Santos (2011) e mestre em História e Fundamentos da Arquitetura e Urbanismo pela FAU-USP (2018) com a dissertação “O terminal de ônibus urbano e a estrutura da cidade”. Professor assistente em disciplinas de Projeto de Arquitetura, Projeto de Urbanismo, Planejamento Urbano e Desenho pela Universidade Anhembi Morumbi. Professor nas disciplinas eletivas “Cidade: o não-projeto” e “Cidade, corpo e mobilidade” pela Associação Escola da Cidade. Professor de Projeto de Arquitetura e de História e Teoria da Arquitetura e do Urbanismo pela Universidade Católica de Santos. Autor (com José Rollemberg de Mello Filho) de projetos para requalificação e restauro no Pavilhão Ciccillo Matarazzo, sede da Fundação Bienal, edifício de Oscar Niemeyer. Premiado pela Gestão do Porto Digital, polo tecnológico de Recife, e pela WRI Cidades Sustentáveis e Bloomberg Initiative For Global Road Safety. Com quinze anos de experiência na coordenação e desenvolvimento de projetos de arquitetura institucional, já colaborou em diversos escritórios (Costa e Macedo, Ricoy Torres, Terra e Tuma, JPG.ARQ entre outros) e atualmente dirige o Trívio Arquitetura e Urbanismo, escritório de arquitetura, restauro, urbanismo tático e desenvolvimento comunitário sediado em São Paulo.


Conselheira Fiscal
Tamires Carla de Oliveira


Arquiteta e Urbanista formada pela Universidade Anhembi Morumbi, pós-graduanda em Território, Legislativo e Gestão Democrática da Cidade pela Escola do Parlamento. Atualmente é Coordenadora de Gestão de Parques e Biodiversidade (antigo DEPAVE) da Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente de São Paulo, onde também já atuou como Diretora de Projetos e Obras e Chefe de Gabinete. Integra a atual gestão do Instituto de Arquitetos do Brasil de São Paulo como Vice-presidente financeiro (2020-2022).


Conselheiro Fiscal
Rafael Mielnik


Arquiteto e Urbanista formado pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU USP) com pós-graduação em Gestão Pública pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Atualmente é Arquiteto e Urbanista na Secretaria Municipal de Mobilidade e Trânsito (SMT) da Prefeitura de São Paulo e integrante do Grupo de Pesquisa de Projeto de Arquitetura de Infraestruturas Urbanas e Fluviais, da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU USP). Foi Assessor Técnico do Gabinete da Presidência do Conselho de Arquitetura e Urbanismo de São Paulo (CAU/SP), de 2021 a 2022, e da Coordenadoria de Planejamento Urbano, da Coordenadoria de Produção e Análise de Informação e do Gabinete da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano (SMDU) da Prefeitura de São Paulo, de 2014 a 2021. Integrante do Conselho Diretor e do Conselho Superior do Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento São Paulo (IABsp), de 2017 a 2022.


Conselheira Fiscal
Julia de Andrade Reis


Arquiteta Urbanista pela Universidade Mackenzie (2014), com intercâmbio acadêmico na ETSAM, da Universidade Politécnica de Madrid (2011), pós-graduada em Geografia, Cidade e Arquitetura pela Escola da Cidade (2018) e mestra em “Emergency and Resilience”, pela Universidade IUAV de Veneza (2021). Colaborou com o Plano de Ação em Resiliência da Prefeitura de Gênova e colaborou na Secretaria de Desenvolvimento Urbano de São Paulo (2013) no desenvolvimento de projetos dos CEUs (Centros Educacionais Unificados) e em diferentes escritórios de arquitetura em São Paulo, como FGMF, Fecarotta Millan Arquitetos e Kipnis Arquitetos Associados. Entre 2012 e 2015 colaborou com o grupo apē – estudos em mobilidade, em projetos na área de Mobilidade Urbana e Educação. Atualmente é Professora Assistente na disciplina de Projeto I, na Graduação em Arquitetura e Urbanismo da Escola da Cidade, e cursa a pós-graduação Arquitetura, Educação e Sociedade na mesma instituição.


Conselheiro Superior (Titular)
Fernando Túlio Salva Rocha Franco


Presidente do Instituto de Arquitetos do Brasil – São Paulo entre 2017-2022, gestão premiada pelo APCA de 2019 na categoria arquitetura, e coordenador da Comissão de Política Urbana e Habitação Social da direção nacional da entidade. Graduado pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP, mestre em políticas públicas pela Fundação Getulio Vargas e doutorando pela FAUUSP. Foi pesquisador do Lincoln Institute of Land Policy, do Laboratório de Direito à Cidade e Espaço Público (LabCidade), do Laboratório de Infraestruturas Urbanas Fluviais (Metrópole Fluvial), ambos da FAUUSP, e do Centro Argentino de Implementação de Políticas Públicas para a Equidade e o Crescimento (CIPPEC). Foi assessor especial de gabinete, chefe de gabinete substituto e secretário adjunto substituto da Secretaria de Desenvolvimento Urbano da Prefeitura de São Paulo entre 2013-2016, durante a revisão do marco regulatório de política urbana. Foi presidente do Conselho Curador da FAUUSP, entre 2009 e 2011.


Conselheira Superior (Titular)
Gabriela de Matos Moreira Barbosa Brandao


Arquiteta e Urbanista, graduada pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da PUC Minas, em 2010.  Em 2016, especializou-se em Sustentabilidade e Gestão do Ambiente Construído pela UFMG. É fundadora do projeto Arquitetas Negras que atualmente mapeia a produção de arquitetas negras brasileiras. Pesquisa o racismo estrutural e suas influências no planejamento urbano, e arquitetura contemporânea produzida em África e sua diáspora. Entre outros, propõe ações que promovem o debate de gênero e raça na Arquitetura como forma de dar visibilidade à questão. Assina o editorial da Revista Arquitetas Negras vol.1, a primeira publicação feita por arquitetas negras no Brasil. É atualmente 1ª vice presidente do Instituto de Arquitetos do Brasil no departamento de São Paulo (IABsp).


Conselheiro Superior (Titular)
Edson Jorge Elito (licenciado)


Arquiteto FAU Universidade Mackenzie, São Paulo, 1971. Sócio do escritório Elito Arquitetos Associados desde 1998. Diretor Financeiro da Direção Nacional do IAB, gestões 1989/91 e 2006/07. Conselheiro do COSU do IAB de 1989 a 2007 e de 2015 à presente data. Ex-Secretário Geral e Ex-Vice-presidente do IABsp. Principais projetos: Teatro Oficina, co-autoria com Lina Bo Bardi (Medalha de Ouro na Quadrienal de Praga, 1999); Teatro do Colégio Santa Cruz, co-autoria com J.C. Serroni e Gustavo Lanfranchi (Prêmio Edifícios Culturais – Teatro da Premiação IABSP-2002); Programa Habitacional Paraisópolis, co-autoria com Joana Fernandes Elito e Cristiane Otsuka Takiy (Prêmio Mundial Habitat Social y Desarrollo da Bienal de Arquitetura de Quito – 2010); SESC Santo Amaro, co-autoria com Joana Fernandes Elito e Cristiane Otsuka Takiy (Prêmio O Melhor da Arquitetura – Edifícios Institucionais Lazer – 2012); Restauro e Ampliação da Escola Municipal de Astrofísica co-autoria com Joana Fernandes Elito e Cristiane Otsuka Takiy (Prêmio Destaque Melhores da Arquitetura – 2010); Programa Habitacional Guarapiranga, SP, co-autoria com Abrahão Sanovicz, João Honório de Mello Filho e Marcos Carrilho.


Conselheira Superior (Titular)
Rossella Rossetto (licenciada)


Arquiteta e Urbanista graduada na PUCCAMP (1979), com especialização em planejamento urbano na Universidade de Roma (1982), mestrado (1993) e doutorado pela FAUUSP (2003). Trabalha na Secretaria de Urbanismo e Licenciamento da Prefeitura de São Paulo, na Coordenadoria de Produção e Análise da Informação (Geoinfo – SMUL).  Trabalhou na Secretaria de Habitação e na chefia de gabinete da Secretaria de Cultura (2016). Foi membro da equipe de redação, na Câmara Municipal de São Paulo, do Plano Diretor Estratégico de 2014, de 2002 e da Lei de Uso e Ocupação do Solo de 2004. Consultora pela Unesco/Habitat do Plano de Habitação de Angola (2010) e coordenadora executiva do Plano Nacional de Habitação para o Ministério das Cidades (2009). Foi professora na Universidade São Judas (1995- 1999) e em cursos de pós-graduação, entre eles, o de Gestão de Cidades da Uninove. É conselheira eleita do CAU/SP e também do Conselho Superior do IABsp desde 2017.


Conselheira Superior (Titular)
Mariana Martinez Wilderom Chagas


Arquiteta e urbanista pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (2009), mestre (2014) e doutora (2019) pela mesma instituição. Foi pesquisadora visitante na TUDelft (2018) e integra o grupo de pesquisa Pensamento Crítico e Cidade Contemporânea (PC3) da FAUUSP desde 2015. É co-autora do livro “Marcenaria Baraúna: Móvel como Arquitetura” (Olhares, 2017) e também do livro “Social Urbanism in Latin America”(Springer, 2019). Seus trabalhos de pesquisa envolvem os temas de teoria e crítica da arquitetura moderna e contemporânea; arquitetura e cidade contemporânea na América Latina e arquitetura educacional. É também sócia fundadora do escritório Sabará Arquitetura e Urbanismo (2014) do qual se desligou em 2019 para dirigir seu próprio estúdio.


Conselheira Superior (Titular)
Cristiana Alexandre Pasquini


Arquiteta e urbanista responsável pelo grupoDEArquitetura; doutoranda (FAUUSP); mestre (FAUUSP,2011); latu sensu-projeto em pré-fabricação (Escola da Cidade, 2021 e2022); latu sensu-projeto de arquitetura(UEL,2000); graduação em Arquitetura e Urbanismo(UEL,1996); Idealizadora do projeto Escola Aberta no Galpão (2012-atual). Atua desde 1998 em projeto de arquitetura, na docência desde 2000 e desde 2012 em ações e produções culturais, expográficas, curadorias, intervenções urbanas e ações educativas. Parcerias de trabalho com a Secretaria de Cultura do e Economia Criativa do Estado de São Paulo, Secretaria de Cultura do município de Presidente Prudente, Museu e arquivo histórico de Presidente Prudente, SESC Thermas de Presidente Prudente, SESC Piracicaba; SESC Registro, Escola Aberta no Galpão e outras. Prêmios de arquitetura: Indicação para o MCHAP – Mies Crow Hall Américas (2022); Prêmio Oscar Niemeyer para América Latina(2020); Indicação para Bienal de Quito-Equador (2020); Prêmio IAB de arquitetura construída (2019, 2018 e 2012 ); Prêmio de melhor cenografia no FESTAETT e FESTAR. Docente do curso de Arquitetura e Urbanismo (UNOESTE e UNESP); foi presidente do COMUDEPHAAT–Conselho Municipal de Patrimônio Histórico de Presidente Prudente e presidente do Núcleo IAB Prudente.


Conselho Superior (Titular)

Lucas Bruno Dalcim


Arquiteto e Urbanista formado pela FAU MACKENZIE (2019) e especialista pela Escola da Cidade no curso Geografia, Cidade e Arquitetura (2020). Foi professor de Projeto Urbano e membro do NDE na FAU UNIFSP em Avaré. Trabalhou em diversos escritórios de Arquitetura e Urbanismo dentre eles o Atelier Daniel Corsi e a SG Arquitetura. Possui artigos publicados em congressos e periódicos científicos. Tem interesse de pesquisa na área de projeto, espaço e cultura das cidades.


Conselho Superior (Titular)

Jaime Solares Carmona


Arquiteto e urbanista pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (2015) e mestre (2020) pela mesma instituição. Foi Professor Assistente na Escola da Cidade de 2020 a 2021, onde também fez sua especialização em “Arquitetura, Educação e Sociedade” (2021). Integra o grupo de pesquisa Pensamento Crítico e Cidade Contemporânea (PC3) da FAUUSP desde 2015.  Foi coordenador do eixo LGBTQIA+ da Rede Paulista de Educação Patrimonial (REPEP) de 2015 a 2019. Coordena a Plataforma de Ensino do IABsp desde 2020, e foi Coordenador da Edição do Centenário do Prêmio IABsp 2021. Trabalhou em diversos escritórios de arquitetura dentre os quais ELEMENTAL Chile, AMZ Arquitetos e Estúdio Mariana Wilderom. Possui artigos publicados em diversas mídias especializadas, como ArchDaily, Galeria da Arquitetura, vitruvius e Architectural Journal (China). Pesquisa teoria e crítica da arquitetura contemporânea, gênero, corpo e sexualidade.


Conselheira Superior (Titular)

Maíra de Camargo Barros


Arquiteta e Urbanista pela UNICAMP, em 2011, onde desenvolveu iniciação científica e trabalho final abordando projeto de conservação e restauro da Tecelagem São Martinho, Tatuí-SP, parte destas pesquisas tornaram-se o livro, lançado em abril de 2022: “Fábrica São Martinho: do protagonismo familiar ao patrimônio cultural”, financiado pelo Programa de Ação Cultural – PROAC. Especialista em Gestão de Obras de Conservação e Restauro do Patrimônio Cultural pelo CECI-UFPE, em 2015. Mestra em História pela UNIFESP, onde integra o grupo de pesquisa Cidade, Arquitetura e Preservação em Perspectiva Histórica (CAPPH). Foi presidente do Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico e Artístico de Tatuí-SP (CONDEPHAT), biênio 2017-2019, e hoje representa o Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Estado de São Paulo (CAU-SP) É, desde 2015, responsável técnica da Panorama Arquitetura e Preservação. Possui experiência no desenvolvimento de inventários arquitetônicos, relatórios de estado de conservação, consultorias na área de patrimônio cultural e projetos de conservação, restauro e adequação a novos usos. Conselheira Suplente no CAU-SP, triênio 2021-2023, no qual participa da Comissão Especial de Patrimônio Cultural (CPC), e no Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado de São Paulo (CONDEPHAAT), biênio 2021-2023, representando o IABsp.


Conselheira Superior (Suplente)

Yasmin Darviche


Arquiteta e Urbanista (FAUUSP, 2017), Mestre em História e Fundamentos da Arquitetura e do Urbanismo (FAUUSP, 2022). É professora da Graduação em Arquitetura e Urbanismo na Faculdade Anhanguera-Osasco. Pesquisa e atua na área de Arquitetura e Urbanismo, especialmente em temas relacionados à história da arquitetura, do urbanismo, e do reconhecimento, preservação e difusão do patrimônio cultural brasileiro. Participou do Grupo de Pesquisa “Patrimônio cultural: História e Crítica”, atuou no Coletivo Ururay e no Coletivo PISA Cidade+Pesquisa. Compôs a Comissão Organizadora dos Seminários “Democracia, Patrimônio e Direitos: a década de 1980 em perspectiva” (FAUUSP e Unirio, 2019), do “3º Seminário em História e Fundamentos da Arquitetura e do Urbanismo – Mestrado” (FAU USP, 2021) e do “III Congresso Nacional para Salvaguarda do Patrimônio Cultural – CICOP Brasil” (IFSP e Unifesp, 2021). Fez parte da Comissão Organizadora dos Anais do III Congresso Nacional para Salvaguarda do Patrimônio Cultural – CICOP Brasil (2021), e dos Anais do 1º Seminário em História e Fundamentos da Arquitetura e do Urbanismo: Mestrado, (2021).


Conselheira Superior (Suplente)

Tassia Botti Bozza


Arquiteta e Urbanista formada pela Universidade São Judas Tadeu, pós-graduanda em Legalização de Imóveis e Aprovação de Projetos, pela Uninove, especialista em Sociologia pela FESP-SP, e Meio Ambiente e Sustentabilidade pela FGV-RJ. Trabalhou com Planejamento Urbano por 8 anos na Secretaria Municipal de Urbanismo e Licenciamento de São Paulo, e atualmente trabalha em Novos Negócios, em gestão de ativos, na Empresa Centro de Tecnologias de Edificação – CTE. Integra a coordenação de projetos do Estado de São Paulo na Organização não-governamental Climate Reality Project.


Conselheira Superior (Suplente)

Beatriz Barsoumian de Carvalho


Arquiteta e Urbanista graduada pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU-USP, 2021) e mestranda pela mesma instituição na área de História e Fundamentos da Arquitetura e do Urbanismo. Foi estagiária no Centro de Preservação Cultural da Universidade de São Paulo – Casa de Dona Yayá (2019-2021), exercendo atividades ligadas à pesquisa, inventariação e expografia. É membro do grupo de pesquisa Cultura, Arquitetura e Cidade na América Latina (CACAL), na FAU USP, realizando desde 2018 trabalhos e pesquisas relacionadas ao estudo da arquitetura e da cidade na América Latina em perspectiva histórica.


Conselheira Superior (Suplente)

Carla Meirelles Roxo


Arquiteta e urbanista formada pelo Centro Universitário Belas Artes de São Paulo. Fez pós-graduação em Habitação e Cidade na Faculdade Escola da Cidade-SP e pós-graduação em Gerenciamento de Projeto AIPE-Sydney, Austrália. Foi membro do Future Green Leaders – Green Building Council of Australia. Possui experiência profissional como consultora de sustentabilidade, já trabalhou com certificações nacionais e internacionais (LEED BD+C; LEED ND, LEED Cities, AQUA, Green Star Communities), e também com indicadores e relatórios de sustentabilidade empresarial. Participou ativamente de ONGs com programas de economia circular e projetos socioambientais. Atualmente trabalha como assessora parlamentar na Câmara Municipal de Ribeirão Preto, coordenando os trabalhos da Comissão Permanente de Meio Ambiente, Sustentabilidade e Mobilidade Urbana. Atua na construção de políticas públicas relacionadas à “Agenda Urbana do Clima“, às leis complementares ao Plano Diretor, entre outros projetos. Co-criadora do Programa Ribeirão – 3°C, que tem como objetivo o aumento da cobertura verde e a resiliência climática urbana.


Conselho Superior (Suplente)

Renato Cymbalista


Graduado (1996), mestre (2000) e doutor (2006) pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU-USP). Desde 2011 é professor do Departamento de História da Arquitetura e Estética do Projeto da FAU-USP. É livre docente pela mesma instituição (2017). Foi pesquisador do Instituto Pólis (1996-2008), e presidente da instituição (2012-2021). Integrou o Conselho Deliberativo da Casa do Povo (2015-2021), e atualmente integra seu Conselho Consultivo. É conselheiro do Goethe Institut São Paulo. Diretor da Associação pela Propriedade Comunitária (FICA). Integra o Conselho de Orientação Artística da Pinacoteca do Estado de São Paulo (2022). Foi curador do pavilhão FICA da Bienal de Arquitetura de Chicago (2019). Integrou o Juri Internacional da Bienal de Arquitetura de São Paulo (2019). Autor e organizador, entre outros livros, do Guia dos Lugares Difíceis de São Paulo (Anna Blume, 2019); Situando Jane Jacobs (Anna Blume, 2019); What does an Ethical Landlord Look Like? (Chicago Architecture Biennial, 2019).


Conselho Superior (Suplente)

Denis Pacheco da Silva


Arquiteto e urbanista (UNG), pós-graduado em gestão de projetos PMI (Senac), especialista em Habitação e Cidade (Escola da Cidade) e especialista em Urbanismo Social (Insper). Atua com projetos sociais em territórios vulnerabilizados desde 2011. Na Habitat para Humanidade Brasil desde 2017, está como Gerente de Programas e cuida dos programas de melhorias habitacionais, voluntariado corporativo, monitoramento e avaliação dos projetos, relação institucional com comunidades e lideranças comunitárias e parceiros corporativos durante os projetos e da estratégia social da organização. Em 2020, no auge da pandemia, liderou as ações de emergência no Sul, sudeste e DF em três etapas, sendo a entrega de itens de higiene, limpeza e alimentação, construção de 505 lavatórios comunitários nas comunidades e reformas de banheiro e construção de caixas d’água em comunidades precárias. Para fortalecer e ampliar a atuação no país, ainda em 2020, cocriou a Articulação Colabora Habitação que reúne mais de 70 organizações que trabalham com o tema da moradia digna em periferias do Brasil. Para colocar a pauta da moradia e dos direitos das periferias na pauta de diferentes setores, esse ano cocriou a primeira Virada da Habitação, que aconteceu no dia 06 de agosto, simultaneamente e presencialmente em 13 cidades e envolveu quase mil pessoas entre ONGs, empresas, poder público, movimentos de moradia, academia, coletivos e entidades de classe.


Conselheira Superior (Suplente)

Helena Cavalheiro


Arquiteta, pesquisadora e professora, situa suas investigações e práticas na fronteira entre arte, arquitetura, cidade e educação. Atualmente é doutoranda em Arquitetura e Urbanismo na FAUUSP e residente do Galpão Comum, espaço independente dedicado à prática e pesquisa sobre cidade e imagem no território latinoamericano. Como professora, desde 2019 colabora com a Faculdade de Arquitetura Escola da Cidade e oferece cursos em outros espaços de formação. Também escreve para veículos de comunicação sobre cultura contemporânea, como a revista SeLect (Brasil) e o portal Artishock (Chile). De forma independente ou em associação, realiza também projetos expográficos, entre os quais a 30ª Bienal de Arte de São Paulo (2012), a reedição dos cavaletes de vidro de Lina Bo Bardi (MASP, 2015), a 11ª Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo (2017) e Farsa: língua, fratura, ficção (Sesc Pompeia, 2020). Atua junto a movimentos sociais. Desde 2018 colabora com o Movimento dos Sem-Teto do Centro na Ocupação 9 de Julho. Como artista, desenvolve trabalhos individuais e coletivos. Entre outros, destaca-se a instalação São Paulo: Diálogos e limites, realizada na XXI Bienal de Arquitectura y Urbanismo de Chile (2019), Autocrítica, obra site specific realizada na Ocupação 9 de Julho para a exposição O que não é Floresta é Prisão Política (2019).


Conselheiro Superior (Suplente)

Marco Antonio D’ Elia Junior


Arquiteto e Urbanista pela FAU Mackenzie (2003) e pós graduado em conforto ambiental pela FAUUSP (2005) é sócio diretor da UrbSP arquitetura e professor na disciplina de projeto de arquitetura da Universidade Anhanguera. Fez parte da diretoria do Instituto de Arquitetos do Brasil na gestão 2017-2019 e compõe o conselho superior da atual gestão.


Conselheira Superior (Suplente)

Juliana Mendes Prata


Arquiteta e urbanista (1994), mestre (2000) e doutora (2009) em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo, com atuação na preservação do Patrimônio Cultural. Bacharel em Direito pela PUC-SP (2017) e advogada. Exerceu a Vice-Presidência do Condephaat entre 2007 e 2009, e dirigiu a Unidade de Preservação do Patrimônio Histórico (UPPH), da Secretaria de Estado da Cultura, entre 2007 e 2008. Entre 2001 e 2011, foi Especialista em Laboratório do Centro de Preservação Cultural da USP (CPC-USP). Em 2011, trabalhou no Departamento do Patrimônio Histórico da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo (DPH-SMC), como chefe da Seção Técnica de Programas de Valorização do Patrimônio e em 2012 atuou como técnica em arquitetura e urbanismo do IPHAN- Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. De fevereiro de 2013 a abril de 2014 foi assessora da Presidência do Condephaat. Entre maio de 2014 e maio de 2019 foi arquiteta do IPHAN-SP. Desde maio 2019, é assessora da Diretoria do Departamento do Patrimônio Histórico da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo (DPH-SMC).


Equipe IABsp

Funcionário
Emerson Fioravante


Funcionário do IABsp desde 1994, responsável pela secretaria executiva, organização de atividades administrativas, conduzir visitas técnicas no edifício IAB, produção de peças gráficas e gerenciamento do banco de dados do acervo IABsp, site  e redes sociais.


Funcionário
Ary França


Funcionário do IABsp desde 1998, responsável pela produção de eventos, registros audiovisuais, organização de atividades administrativas, conservação e manutenção dos espaços do IABsp.

Colaboradores IABsp

Coordenadora da 13ª Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo
Karina de Souza


Arquiteta e urbanista, formada pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP (FAUUSP), com o trabalho final “O que é o Patrimônio? Um ensaio sobre a valoração no centro de São Paulo”. Estuda o patrimônio, a cultura e a cidade na América Latina. Estagiou como educadora e assistente de produção no Museu Brasileiro de Escultura e Ecologia (MuBE). Foi também assistente de produção na Casaplanta. Atualmente é coordenadora da 13ª Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo.


Coordenadora de Cursos
Mariana Alves


Arquiteta e Urbanista graduada pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Presbiteriana Mackenzie (2017). Especializada pelo programa de pós-graduação Latu Sensu da Associação Escola da Cidade, no curso América: Geografia, Cidade e Arquitetura (2020). Mestranda pelo programa de pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (2023). Atua no mercado como consultora especialista em sistemas de proteção contra incêndios. É idealizadora, co-fundadora, pesquisadora e curadora do Coletivo ARQTETATLAS, que investiga e debate projetos contemporâneos concebidos por arquitetas latino-americanas, desde 2018. Integra o projeto de extensão Processos de Projeto de Arquitetas Contemporâneas, do PPGAU Mackenzie, coordenado pela Profa. Ana Gabriela Godinho Lima, com quem organiza o ciclo de eventos “Conversas Latino-americanas”, que recebe arquitetas centro-sul-americanas. Foi responsável pelo Comitê de Seleção de Obras da Premiação IABsp 2021 – Edição do Centenário. Foi coordenadora Técnica adjunta da Premiação IABsp 2022. Integra a atual Diretoria de Formação e Difusão (2023-2025) como coordenadora de cursos da Plataforma de Ensino do IABsp.


Coordenadora de Redes Sociais
Thuany Orti Guirao


Arquitetura e Urbanista formada pela FAU Mackenzie (2016), é criadora e apresentadora do canal do youtube arquitetura popular. Desde 2019 coordena as mídias sociais, a comunicação e a divulgação de eventos, cursos e atividades do IABsp.


Coordenadora adjunta da 13ª Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo
Gabriela Duarte


Arquiteta e urbanista, formada pela Escola da Cidade (São Paulo – SP) em 2020, com pós-graduação em “Cidades em Disputa – pesquisa, história e processos sociais” (2021), na mesma instituição. Realizou um ano de graduação-sanduíche na Universidade de Bologna (Itália) entre os anos 2014-2015, através do programa Ciência sem Fronteiras, como bolsista da CAPES. Possui experiência profissional como arquiteta expográfica e designer gráfica na exposição “Artacho Jurado no Desenho da Cidade” (2021) e como assistente de curadoria e organização do XVI Seminário Internacional Escola da Cidade (2021), além de estagiar no Kiko Farkas/Máquina Estúdio (2020), na Editora da Escola da Cidade (2019), no Estúdio Artigas (2018) e no BAÚ (2017-2018). Atualmente é coordenadora adjunta da 13ª Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo (2022).

 


carta-programa com as propostas que orientarão as ações do iabsp ao logo do triênio 2020-2022

 

relação das diretorias dos núcleos do iabsp (triênio 2020-2022)

 

histórico das diretorias do iabsp (1943-2022)