manual técnico para escolas saudáveis

Estamos vivendo um momento desafiador e complexo neste ano de 2020. A pandemia de Covid-19 evidenciou as condições precárias de vida que a maioria da população brasileira é submetida. Na urgência desses temas, emerge com força um assunto fundamental para a saúde de crianças, jovens e, consequentemente, de suas famílias e da sociedade: O que torna os espaços da escola saudáveis?

Como arquitetos, urbanistas e educadores, consideramos uma escola saudável aquela que seja agradável e que promova o bem-estar dos seus usuários, que atenda aos requisitos de conforto ambiental, com espaços bem ventilados e iluminados e com qualidade acústica. Escolas cujos espaços externos, tanto dentro quanto além dos muros, possam ser explorados pedagogicamente, e propiciem o contato com a natureza. Por fim, escolas que tenham espaços que contribuam para um Projeto Político Pedagógico (PPP) fundamentado em uma gestão democrática, com a participação da comunidade escolar.

Acreditamos que estamos em um momento importante de reavaliação das condições dos edifícios e das infraestruturas escolares. Queremos a comunidade de arquitetos e técnicos engajados nessa discussão por melhores condições dos espaços de ensino. Para abrir o tema para diálogo, produzimos o Manual Técnico para Escolas Saudáveis e o infográfico São Paulo: escolas e a pandemia, em parceria com a APEOESP e o DIEESE.

clique aqui e acesse o manual técnico para escolas saudáveis
clique aqui e acesse o infográfico São Paulo: escolas e a pandemia
clique aqui e acesse o formulário para enviar sua sugestão